Como aumentar suas chances de conseguir uma entrevista de emprego

Você simplesmente não consegue mais entender por que ninguém ainda te chamou para uma entrevista de emprego. Afinal, você envia currículo para as vagas quase todos os dias e está sempre de olho no seu e-mail e no telefone.

Mas ninguém te envia nenhum e-mail.

Ninguém te liga.

Nenhum feedback foi enviado sobre sua candidatura.

E você se sente o profissional mais solitário e indesejado do mundo.

Mas calma lá: você não é a única pessoa nessa situação. E, sim: existem algumas coisas que você pode fazer para turbinar as chances de receber um convite para entrevista.

Pensando em ajudar quem está nessa fase difícil que é buscar um novo trabalho, eu escrevi estas dicas que podem aumentar significativamente suas chances de conseguir uma entrevista de emprego.

Essas dicas você já vai poder colocar em prática, então prepara o papel e caneta para anotar!

Por que você ainda não foi chamado para aquela entrevista?

Às vezes um profissional acha que na busca por emprego vale tudo, até mesmo enviar centenas de currículos para todas as vagas que encontra pela frente.

Porém, a frustração acontece quando nenhuma empresa sequer responde seu contato.

Por que isso acontece? Será mesmo que as empresas recebem sempre tantos currículos que nem chegam a ler o seu e-mail?

Pode ser que sim. Mas há uma grande chance de que você esteja cometendo alguns erros antes mesmo de se candidatar para as vagas de trabalho.

Deixa eu tentar adivinhar o cenário mais comum: o currículo que você usa é sempre o mesmo, independentemente do tipo de vaga para a qual está aplicando. Acertei?

Bom, pode ser que você faça algo parecido. Isso porque um erro que muita gente comete é não personalizar a candidatura.

É claro não precisa criar um currículo diferente para cada novo emprego que for tentar. Porém, se você busca um determinado tipo de trabalho ou cargo, é bom dar uma atenção especial a essa aplicação.

Vamos então às dicas para você aumentar suas chances de conseguir uma entrevista de emprego.

Como aumentar suas chances de conseguir uma entrevista de emprego

Veja a seguir 3 coisas que você pode fazer para aumentar suas chances de conseguir uma entrevista de emprego. Tudo isso pode – e deve – ser feito antes mesmo de clicar no botão para se candidatar de uma vaga:

1. Seja consistente: o que você quer da sua carreira no momento?

Uma coisa que muitos profissionais se esquecem de fazer ao buscar um novo emprego é de determinar um foco em suas carreiras.

Você não precisa saber o que você vai querer fazer daqui 5 ou 10 anos, mas precisa ao menos ter uma ideia do que você gosta de fazer e que tipos de experiências deseja ter nos próximos meses.

Por exemplo: você pode trabalhar na área de administração, mas no momento está precisando ganhar experiência com recursos humanos.

Somente isso já te ajudaria a buscar por um trabalho de maneira mais focada e coerente, não acha?

Afinal, não é toda empresa que vai estar contratando profissionais exatamente para a área de RH.

E não faz sentido você enviar seu currículo “por enviar” para vagas relacionadas à sua profissão se elas não estão ligadas ao que você faz e ao que você quer fazer.

(Ou até faz, mas isso diminui suas chances de gostar do que faz em sua carreira, não é mesmo?)

Quando você determina o tipo de experiência que deseja ter no momento, você filtra melhor as vagas de emprego para as quais vai enviar seu currículo e diminui as chances de ter frustrações de contatos não respondidos.

Ao determinar o cargo ou tipo de atividade que você deseja desenvolver em um novo emprego, passe a buscar os empregos usando palavras-chave relacionadas com esse assunto.

2. Adapte seu currículo e LinkedIn para a vaga desejada

Depois de você definir qual será o foco de sua carreira numa próxima experiência profissional, é hora de moldar o seu currículo pensando nesse objetivo.

Os setores de RH costumam fazer uma varredura nos arquivos de currículo antes mesmo de ler todos eles. E essa varredura é feita usando como referência palavras-chave que tenham a ver com a vaga anunciada.

Então, você precisa se certificar de que está colocando seu cargo e experiências de acordo com essas palavras-chave buscadas pelo setor de RH da empresa onde quer trabalhar.

Vou dar meu exemplo: eu sou jornalista, mas meu principal trabalho atualmente não envolve reportagem – atividade comum na minha profissão. Eu trabalho conteúdo web.

Logo, ao procurar por vagas e ao personalizar meu currículo, eu preciso adicionar palavras-chave e experiências que remetam às minhas experiências mais relevantes nessa área específica lá na parte de cima do currículo, sem dar foco às experiências em reportagem (que ficam em segundo plano ou podem até ser removidas).

Com essa área como palavra-chave, a companhia que busca por repórteres não vai poder dar muita atenção ao meu currículo, já que para o sistema ou para o próprio recrutador aquelas experiências não estarão mais em foco. Por outro lado, eu serei mais facilmente rastreada por empresas que procuram por especialistas em conteúdo web.

3. Escreva uma carta de apresentação irresistível

Outro item que os setores de Recursos Humanos analisam antes de chamar um candidato para uma entrevista de emprego é a carta de apresentação.

A carta de apresentação é importante e ela varia muito de acordo com cada vaga para a qual você se candidata.

Mas existe uma forma de você tornar a sua apresentação inicial e escrita mais atraentes para o recrutador.

Veja as dicas que você deve considerar:

  • Coloque seus contatos no início ou na assinatura da carta.
  • Coloque o nome do recrutador no início da carta (caso saiba quem irá ler).
  • Abra a carta de apresentação contando ao recrutador como ficou sabendo daquela vaga ou informando que você se candidatou para a oportunidade.
  • Depois, especifique por que você é o candidato ideal para a vaga. Conte as experiências mais relevantes que te identificam com a oportunidade anunciada, citando os principais pontos.
  • Faça uma conclusão breve contando por que você seria o candidato ideal para a vaga.
  • No final, convide o recrutador a entrar em contato com você e mostre que tem disposição para conversar mais sobre a vaga.
  • Escreva uma despedida e assine seu nome.

Todos os itens citados acima devem caber em uma única folha. É preciso apresentar essas informações de forma muito breve e objetiva.

O que fazer agora?

Com os 3 passos acima eu espero que você consiga garantir que terá mais foco ao buscar empregos, que seu currículo será adequado para a vaga que você deseja e que sua carta de apresentação realmente seja atrativa para um recrutador.

Compartilhe este artigo por meio dos botões aqui embaixo e ajude seus amigos a conseguir uma entrevista de emprego também!

Até mais!