O mundo do trabalho não precisa te levar à loucura

Oi! Meu nome é Adeline e eu penso sobre minha carreira pelo menos desde os meus 16 anos.

Foi nessa época que registrei minha Carteira de Trabalho para tentar trabalhar num negócio de família para juntar dinheiro (o que não deu certo e acabei tendo que esperar até aos 18 quando fiz meu primeiro estágio).

Pois é: já era desde aquele tempo que eu sonhava em construir um currículo louvável com muitas experiências, morar numa grande cidade para fazer faculdade, trabalhar como jornalista numa grande mídia e ter um apartamento com cachorro e viajar o mundo.

14 anos depois, eu passei por São Paulo, me formei, trabalhei editora que eu sonhava em trabalhar, mudei de cidade algumas vezes, mudei de profissão até ir parar em Portugal para um mestrado e depois vir trabalhar na Holanda, com marketing web.

Bom, nesse meio tempo eu errei (feio) tantas vezes, aceitei trabalhos e salários os quais não eram compatíveis com minha experiência, deixei de negociar situações favoráveis para mim no meu cargo, participei de entrevistas e processos seletivos sem fazer ideia de como me dar bem naquilo, entrei e saí de empresas sem a mínima ideia se estava tomando um passo certo ou em falso…

E depois de me colocar em cada uma dessas situações eu sempre parava nos mesmos questionamentos: “Quais foram os erros que eu cometi? Qual teria sido a melhor forma de passar por essa fase/ situação? E como é que pessoas bem-sucedidas profissionalmente lidam com isso?”

E eu descobri – depois de refletir tantas vezes – que para além daquele esforço em adquirir conhecimentos sobre nossa profissão específica, a gente precisa falar e aprender com nossas experiências do próprio mundo do trabalho. E todo indivíduo nesse planeta que já precisou entregar um currículo na vida tem as mesmas dúvidas e problemas quando se trata de sobreviver no ambiente de trabalho sem ir à loucura.

Mas, acredite: existe um mundo – que pasme, não é secreto! – no qual pessoas de várias idades, setores e profissões conseguem alcançar seus objetivos profissionais, ganhar os salários que desejam, se desvencilhar de diversas “saias-justas” no escritório e conviver bem com sua empresa, seu cargo, suas tarefas diárias, com os colegas e ATÉ com o chefe.

O Hackeando a Carreira surgiu pensando em desvendar como entrar nesse mundo que parece tão utópico (mas não é!), e para te mostrar que discutir e sobreviver no mundo do trabalho é possível e vai muito além daqueles termos técnicos que ninguém nunca sabe como se aplicam em nossas vidas.

Um pouco mais sobre mim

Eu me chamo Adeline Daniele – sim, um anagrama! – e além de jornalista sou técnica em programação, mestre em multimídia e produzo conteúdo há pelo menos 10 anos.

Depois de passar alguns anos trabalhando como repórter, eu juntei minhas malas e fui para Portugal estudar para um mestrado e trabalhar remotamente.

Após pouco mais de um ano vivendo no Porto, vim para a Holanda, onde trabalho em grande parte com Marketing de Conteúdo, E-commerce, e SEO.

Depois de (vários) perrengues nessa vida nômade e de reviravoltas em empregos, eu finalmente entendi que nossos objetivos na carreira mudam a todo o tempo.

Dessa forma, eu não sei onde eu vou estar daqui 2-3 anos e nem com o que vou estar trabalhando, apenas que vou continuar tentando encontrar formas de ser mais feliz com a minha vida profissional.