Top +10 sites de emprego para você procurar vagas em 2022!

Depois de ler este artigo, não vai ser por falta de opção que você não vai encontrar um trabalho. Neste artigo eu vim trazer para você mais de 10 tipos de sites de vagas para você procurar emprego em 2022!

Veja bem: não são ~apenas~ 10 sites, são 10 TIPOS de sites de empregos, o que significa que existem dezenas de opções para cada um desses tipos. 

Eu vou te apresentar sites com oportunidades de tudo quanto é tipo e para tudo quanto é tipo de profissão para você finalmente achar um trabalho ideal pra você. 

Mas, já adianto que não tem mágica e nem truque especial aqui. Assim como eu tive que passar horas pesquisando sobre tudo o que eu vou recomendar aqui, você também vai ter que fazer a sua parte e verificar todas essas sugestões da melhor forma possível pra você buscar vagas online.

Até porque, como eu disse, são mais de dezenas de tipos de opções, eu não testei uma por uma para saber qual o melhor para cada caso. Então, traduzindo: dá seus corre!

Assista ao vídeo completo abaixo ou leia o artigo até o final:

1. Sites de emprego tradicionais

A primeira opção de site para você buscar emprego são os buscadores de vagas online “tradicionais”.

E vou chamar eles aqui dessa forma pela abrangência que eles têm. Pois geralmente esses sites são feitos para receber anúncios de inúmeras empresa (que provavelmente pagam uma taxa para isso), enquanto permitem o cadastro de candidatos para que eles pesquisem e apliquem para essas vagas anunciadas.

Então por isso é interessante considerar essa primeira opção, já que ali você vai ter em um lugar só as mais diversas possibilidades e oportunidades para uma mesma área ou profissão.

Vou deixar aqui o link para alguns desses sites mais famosos que cobrem todo o Brasil:

  • Vagas.com.br
  • Catho
  • 99jobs
  • Indeed

2. Páginas de “trabalhe conosco” de empresas específicas

Por outro lado, quando você sabe muito bem quais tipos de emprego ou companhia está mirando, vale a pena fazer uma varredura pela seção de “trabalhe conosco” de empresas específicas.

Muita gente fica desesperada procurando trabalho e esquece que os próprios sites de empresas também devem ser incluídos na busca por emprego.

Então, é interessante você listar de 5 a 10 empresas bacanas que têm na sua região ou que você tem interesse em trabalhar porque assim você já se cadastra lá, coloca seu CV no sistema deles e pesquisa as vagas disponíveis.

Ah, e importante: mesmo que não tenha vaga pra você naquele momento, pode ser que no futuro ela abra uma oportunidade na sua área e, como seu currículo já vai estar lá, ela pode até mesmo te convidar para uma entrevista sem você nem estar esperando!

3.Sites focados em cada área/ nível de experiência

Além das seções de trabalhe conosco das empresas, você também pode refinar ainda mais sua busca por empregos em sites específicos ou para sua área, ou para o seu nível de experiência.

Por exemplo: se você está cansado ou cansada de só ver vagas que exigem experiência, existem sites hoje em dia que agregam oportunidades somente para jovem aprendiz ou para estágios como é o caso do CIEE ou o Aprendiz Legal.

Uma outra opção muito bacana é você também tentar achar portais que separam vagas literalmente de acordo com as suas necessidades. 

Uma iniciativa muito legal que eu vi, por exemplo, é o portal Deficiente Online que mostra oportunidades para profissionais com necessidades especiais. Se esse for o seu caso, pode ser uma boa opção analisar as vagas por lá!

4. Sites da prefeitura da sua cidade ou sites locais

Até aqui você já viu uma seleção enorme de opções de sites tradicionais de emprego, páginas de trabalhe conosco e sites específicos. Mas, é claro que nessa lista eu não podia deixar de citar os sites da prefeitura da cidades onde você mora!

A maioria das cidades – grandes ou pequenas – têm um portal bem padronizado e eles costumam ter um mural ou páginas online de vagas também.

Então se você nunca considerou essa opção, pode valer a pena fazer uma busca por estes sites, especialmente quando os sites tradicionais de vagas não funcionam tão bem. E, importante: para saber se o site é o correto, você verifica se o endereço dele, ou seja o link, termina com .gov.br.

5. Páginas e grupos de redes sociais 

Outra opção interessante – e talvez inusitada caso você ainda não conheça – são as redes sociais, em especial os Grupos do Facebook.

Fazer uma busca nessas páginas pode ser vantajoso, afinal muitas vezes as pessoas recorrem primeiro a grupos específicos pedindo referência, divulgando oportunidades, pedindo pra cobrir férias, etc.

Então, pode ser uma boa você entrar nestes grupos especialmente se você vive em cidades ou regiões menores onde não há tanta opção de vaga nos meios tradicionais.

Para você saber se existem grupos assim na sua cidade – e muito provavelmente eles existem –  é só digitar na busca do Facebook por “empregos em [NOME DA SUA CIDADE]”.

Além disso, vale lembrar que também existem grupos no WhatsApp, Telegram e aplicativos similares. Mas, pelo amor de Deus, verifica quais grupos são realmente confiáveis antes de entrar, porque tem muito golpe por aí!

6. Linkedin

O LinkedIn não podia deixar de ser citado aqui e ele merece um espaço apenas para ele. Afinal na hora de descrever essa plataforma a gente sempre fala algo como “ela é mais do que uma rede social” e “mais do que um site para buscar empregos”.

A verdade é que essa ferramenta tem sido cada vez mais usada porque ali todo mundo tem a chance de criar uma verdadeira vitrine mostrando suas principais habilidades, experiências e ajuda a vender seu peixe num ambiente 100% feito pra isso.

Muitas empresas, inclusive, têm deixado de anunciar as vagas delas em sites tradicionais para recrutar pelo LinkedIn.

E, ainda digo mais: dependendo da sua experiência e do seu perfil por lá, as oportunidades podem até mesmo vir até você sem você precisar fazer nada! Mas isso, é claro, somente vai acontecer se você tiver um perfil bem otimizado nessa rede.

Se você ainda não sabe do que eu tô falando, eu indico que você assista esse vídeo aqui onde eu mostro como ter um perfil atraente para conseguir emprego usando o LinkedIn.

7. Agências

Dependendo da demanda ou da vaga, algumas companhias optam por contratar profissionais por intermédio de agências ou consultorias de RH.

E o que isso significa para você? Uma dupla chance de ser chamado ou chamada para entrevistas caso você também cadastre o seu currículo nestes sites!

E quando a gente fala em agências e consultorias nessa área a gente não pode deixar de citar os grandes nomes conhecidos no mercado: Robert Half, Randstad e Hays.

8. “Tinder de empregos” – sim, eles existem!

Agora, uma coisa que era novidade até pouco tempo e virou tendência são os sites estilo Tinder: ou seja, eles te ajudam a encontrar o seu par perfeito. Só que no caso o par perfeito é o emprego que mais teria a ver com você!

Das plataformas ativas que eu pesquisei no Brasil eu encontrei a Reachr, a TAQE e a Goowit (mas pode ser que tenham outras específicas para sua região ou profissão).

O principal diferencial dessas plataformas é que elas possuem um algoritmo que faz de tudo para combinar todas as suas informações profissionais com as informações de vagas e empresas para que vocês tenham um match ideal. E essas informações podem ser coletadas tanto por questionários ou perguntas que eles te enviam.

Poréeeem, uma desvantagem destes sites é que para que exista um match muito bom entre você e os empregos eles precisam ter uma adesão muito grande das empresas que se cadastram ali também.

Então, pode ser que por enquanto o leque de opções e de profissões pra isso funcionar bem ainda seja limitado, mas sempre vale a pena dar uma espiada por lá. Quem sabe a sua alma gêmea corporativa não está ali, né?! 

9. Google Jobs

Para facilitar sua pesquisa por vagas online, eu não podia deixar de citar aqui ele, o maior, o grande buscador online: o Google. E ele tem uma funcionalidade bem interessante chamada Google Jobs.

O Google Jobs é uma funcionalidade que agrega oportunidades de emprego dependendo da pesquisa que você faz no próprio Google. Então, ele não é um site de vagas, ele apenas mostra empregos de anúncios diversos na internet (que estejam é claro otimizados para isso).

Esse recurso foi adicionado há uns anos no site do Google e para usá-lo você só precisa fazer uma pesquisa incluindo palavras-chave importantes como o título do cargo que você quer, a sua cidade, e a palavra-chave “emprego” ou “vagas”. Por exemplo: analista de marketing rj, analista de marketing senior em são paulo ou vagas analista de marketing são paulo.

Às vezes você nem precisa colocar “emprego” ou “vagas” e nem mesmo a sua cidade. Se você estiver conectado com sua conta do Google quando fizer a pesquisa, ele provavelmente já vai mostrar vagas perto de você por padrão (afinal, eles sabem de tudo da sua e da minha vida, né! rs)

E aí o que acontece é que na sua busca, muito provavelmente, você vai ver que existe uma caixinha diferente dos resultados tradicionais, e nela vão estar alguns anúncios de emprego.

Se essa caixinha aparecer para você, use os botões de navegação oferecidos para filtrar a sua pesquisa por distância, pela data da publicação do anúncio ou por empresa.

E é aqui que entra uma coisa bem interessante nessa funcionalidade: você pode criar alertas para quando surgirem oportunidades parecidas com essa que você pesquisou! Então, sempre que tiver algo novo, o Google vai te enviar um email.

Esse recurso pode ser uma mão na roda, já que o Google é um buscador de enorme abrangência e com certeza vai ter um raio de possibilidades muito maior do que só um site de empregos, por exemplo.

10. Sites para freelances ou “bicos”

Agora, se na verdade você não prioriza empregos tradicionais no momento e está em busca de algo mais prático para complementar a sua renda, existem também várias opções de sites específicos para bicos e para freelances!

Usar plataformas desse tipo pode ser uma das melhores formas, inclusive, de você ganhar experiência em alguma área que você não tem, de explorar alguma atividade de forma remunerada pra você ver se curte mesmo aquilo, ou de simplesmente ganhar uns trocados extras para aumentar seus ganhos mensais em paralelo ao seu atual emprego.

É importante ressaltar que muitos dos tipos de sites que eu já listei aqui também podem apresentar oportunidades de freelance, mas se você tá a fim de ir mesmo a fundo nesse tema, vale a pena conferir sites como 99freelas,, ou o Freelancer.com.br. Tem também o GetNinjas que abrange vários tipos de trabalhos, inclusive serviços domésticos. 

Para quem sabe ler e escrever em inglês e está a fim de elevar suas experiências a um nível internacional, tem sites de freelance usados por empresas de outros países do mundo todo como a Workana, Upwork e Fiverr.

E aí, em qual desses sites de emprego você vai pesquisar vagas online?

Você já conhecia todas essas opções de sites que eu trouxe aqui hoje? Me conta nos comentários em qual deles você vai se cadastrar!

Aliás, se existe algum outro site que seja mais popular na sua região ou cidade, coloca ele aqui também, pois assim você ajuda quem mora aí perto a arrumar um trabalho mais rápido, combinado?

Boa sorte na sua busca em sites de vagas daqui pra frente, e até a próxima!

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.