5 perguntas para fazer ao entrevistador na entrevista de emprego!

Depois deste artigo você nunca mais vai ficar sem saber o que perguntar pro entrevistador no fim da entrevista de emprego!

Pois é: se engana quem pensa que fazer uma boa entrevista é apenas responder as perguntas do recrutador e tudo fica por isso mesmo. 

Vários profissionais costumam se preparar ao máximo para as perguntas que o recrutador vai fazer, mas se esquecem de que também é importante focar em quais perguntas fazer pro entrevistador.

Afinal, é nesse momento que a gente ganha um certo controle para decidir se aquela vaga realmente vale a pena. 

Além disso, fazer boas perguntas para o entrevistador vai te trazer outras vantagens. 

Por exemplo: você vai ganhar pontos com essa empresa por demonstrar mais interesse e preparo, e ainda vai usar as próprias perguntas que faz para comentar e destacar coisas importantes do seu perfil profissional e se identificar mais ainda com aquela vaga!

Então, leia tudo até o final para saber sobre 5 perguntas para fazer ao entrevistador que vão aumentar o nível de qualidade da sua entrevista de emprego!

Só um lembrete: as questões que listei aqui são bem genéricas, mas não se limite a apenas isso! Você pode se inspirar e formular suas próprias perguntas de acordo com o que faz sentido para você e sua profissão, combinado?

Primeira pergunta: “Esta vaga é nova, ou estou substituindo algum colega/ cargo existente?”

A primeira coisa pra perguntar numa entrevista de emprego é se essa vaga que você vai preencher é nova, ou se ela já existia – ou seja, se vc ta substituindo alguém que saiu desse cargo por algum motivo.

E por que é importante perguntar isso? 

Tem uma diferença e uma dinâmica bem grande quando a empresa está só expandindo e contratando gente nova, e quando ela já tem toda uma estrutura e tá só preenchendo algo que já tinha ali.

Muito provavelmente, quando a gente preenche uma vaga de alguém que saiu muitas questões já estão estabelecidas, e a empresa já sabe quais metas desse cargo e como avaliar um profissional dentro dessas atividades.

Já quando a vaga é completamente nova, muito do que vai acontecer com este cargo ainda tá pra ser “descoberto”.

A empresa pode estar expandindo, o gestor da vaga pode saber qual demanda ele quer suprir, mas a forma como tudo vai ser feito ainda está para ser definido.

Isso significa que talvez exista um pouco mais de liberdade pra você moldar essa vaga enquanto estiver trabalhando nela, já que muitas atividades serão iniciadas do zero.

Mas também significa que você vai precisar aprender muita coisa, e vai ter que alinhar muito bem com seu chefe sobre como vocês vão trabalhar bem juntos.

E não existe melhor ou pior, tá? Tudo depende de como você está acostumado e acostumada a trabalhar e do que você procura profissionalmente.

E dependendo do que eles responderem aí você usa um desses argumentos que eu citei aqui: que você gosta de criar coisas novas, ou que prefere trabalhar e seguir num ambiente mais seguro em que tudo já seja estabelecido.

Segunda pergunta: “Que tipo de perfil ou de colega de trabalho vocês estão procurando?”

Eu A-MO fazer essa pergunta, e é importante fazer ela para o gestor da vaga, ou seja, a pessoa que provavelmente vai ser a sua chefe ou seu chefe.

E o que a gente quer descobrir com isso? Essa pergunta vai te permitir ter uma bela ideia de como é a cultura daquela empresa, e de que tipo de pessoa o time espera ter ao seu lado.

É muito importante, por exemplo, você saber se eles procuram alguém muito sociável, que lida com 300 pessoas o dia todo (e isso pode não ser um bom negócio para quem é introvertido e prefere trabalhar de forma independente). 

Ou se eles querem um profissional mais autosuficiente, com bagagem e repertório suficientes para se virar “sozinho”.

Pode ser que ao responder essa pergunta o entrevistador até mesmo te conte se as pessoas do time têm uma relação legal entre si.

Muita empresa com uma cultura mais descontraída, por exemplo, gosta de contratar pessoas desse mesmo estilo, que são sociáveis e que gostam de participar de eventos ou do happy hour da firma, e tudo o mais.

E então, dependendo de como o entrevistador te responder, você pode jogar um charme e falar: “Nossa, eu me identifico bastante com isso também, pra mim é importante trabalhar com um time de X forma…

Terceira pergunta: Qual maior desafio de vocês ou principal problema que estão tentando resolver?

Vamos combinar, essa é auto explicativa, né? Não sei você, mas eu gosto de saber qual o tamanho do pepino que eu vou assumir se eu for contratada para trabalhar ali.

E nada melhor do que já jogar a real e pedir para que o entrevistador te explique onde que o calo mais está doendo!

Pode ser que eles tenham um baita projeto para ser lançado e estejam com dificuldade em alguma parte ali, por exemplo.

Então, é interessante ter uma descrição do tipo de maior problema que você teria que enfrentar, e a partir da resposta que te derem você pode até mesmo comentar se já passou por desafios parecidos e mostrar que você poderia acrescentar algo de importante para resolver o problema dessa empresa.

Quarta pergunta: “O que vocês mais gostam sobre trabalhar nessa empresa?”

Essa vai te ajudar a entender um pouco mais sobre os benefícios de trabalhar numa determinada companhia, segundo os próprios funcionários dela.

É mega interessante ver como as pessoas respondem a isso, pois cada uma pode te contar uma coisa diferente..

Pode ser que o entrevistador descreva alguns benefícios legais que estão inclusos no pacote salarial. Que fale sobre o escritório, ou sobre o ambiente de trabalho, as oportunidades de crescimento e aprendizado, enfim…

E a partir disso você vai conseguir entender e comparar se o que essas pessoas falam estão dentro do que você também procura num trabalho.

Quinta pergunta: “Qual é geralmente o próximo passo ou plano de carreira para esse tipo de cargo na empresa?”

Essa pergunta tem bastante a ver com os possíveis planos futuros que você vai fazer sobre aquele emprego.

A ideia é o entrevistador de contar como geralmente eles promovem os funcionários internamente, ou dele pelo menos te dar uma ideia de quais caminhos dá para seguir a partir daquele cargo.

Além disso, você também vai perceber o quanto de estabilidade esse potencial emprego teria.

Da última vez em que eu participei de uma entrevista, por exemplo, eu estava buscando muita estabilidade

Então, eu fiz perguntas desse tipo pra entender o quanto eu podia pensar nesse cargo no longo prazo, e também pra ver se com isso eles já demonstraram que pode ter um plano de carreira e de promoção bacana.

Agora, presta atenção nessa dica de OURO aqui

Muitos entrevistadores têm uma agenda e tempo limitados para conversar com você. 

As entrevistas podem durar alguns minutos ou até meia hora, e muitas vezes pode não dar tempo de você levar uma lista muito extensa de perguntas para você fazer no final.

O que eu recomendo fazer nesse caso é priorizar as perguntas de acordo com o que é mais importante saber sobre essa vaga.

Ou priorize de acordo com qual questão você pode levantar para que você comente coisas importantes que vão te ajudar a se destacar ainda mais no processo seletivo. E tem hora que essa estratégia é tiro e queda!

Agora, comenta aqui embaixo: você já sabia o que perguntar numa entrevista de emprego? Tem alguma outra pergunta criativa para entrevista que você costuma usar?

  • Ah, mas Adeline eu mal sei responder as perguntas que me fazem, quanto mais perguntar!

Tudo bem, eu já fiz conteúdo sobre isso e você pode ir lá AGORA pra treinar suas respostas para várias perguntas:

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.